Voltaire ajuda

Voltaire ajuda

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Primeiro de Setembro de 2016.

O Não Artista
Entre o mais genial dos artistas e entre o mais medíocre e anônimo dos homens há apenas uma diferença verdadeira: apenas um dos dois tem algum pudor em exibir-se, nu e sujo de seu próprio sangue e de suas próprias fezes, em meio à praça pública para receber aplausos ou escárnio do povo.
A coisa fica interessante se considerarmos que todo humano nasce artista. É provável que Rousseau e Freud estivessem certos: o crescer nesta sociedade é um constante reprimir-se, castrar-se, diminuir-se.

Conversar com Fanáticos e a Democracia
Cuidado com os fanáticos: a conversa com eles costuma ser infrutífera. Uma recomendação razoável de Voltaire, e que devemos apimentar com a lição da democracia: o diálogo e a educação é o  caminho. É preciso conversar, é preciso convencer pela razão.


Em 2016, diante de tantas bobagens proferidas pela internet, ficou popular reclamar do “não sou especialista, mas eu acho que...”. Ok, mas a democracia é barulhenta mesmo. Democracia silenciosa e em que só os “autorizados” podem falar? Hum, isso me soa estranho. Acho que a etiqueta é suficiente aqui: pense antes de falar, ouça muito, peça desculpas se for o caso, tente ser melhor da próxima vez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, tudo jóia?
Escreva um comentário e participe.