Voltaire ajuda

Voltaire ajuda

terça-feira, 30 de agosto de 2016

30 de agosto de 2016.

Dilma Rousseff e a Globo
Vou assistir ao pronunciamento da presidenta afastada pela TV Senado e não pela Rede Globo de Televisão, apesar da segunda ter uma melhor imagem e som. É um protesto político pequeno, mas tem a seu favor um aspecto técnico que não é irrelevante: mesmo que não quisessem, a Globo teria que interromper a transmissão por causa dos comentaristas, por causa dos comerciais e etc.

Nota: Isso que acontece escrever aforismos e deixá-los em reserva. A Globo não passou a Dilma no Senado, foi o canal fechado Globo News. Tenho que lembrar de colocar data nos aforismos.

Bryan
“Confissões de um Filósofo” (Martins Fontes, SP, 2001) é o livro de não ficção que eu mais li na vida. Os livros do Will Durant eu não lia tantas vezes porque não precisava: bastava uma única e poderosa primeira leitura para as suas ideias ficarem como tatuagens dentro de mim. O mesmo com Nietzsche. Mas este livro de Bryan Magee, por outro lado, eu lia e lia todo dia.

Lia um capitulo inteiro, lia pedaços de capítulos, lia partes que estavam no fim e depois eu ia ao início do livro, lia de cabeça para baixo, eu lia enquanto dormia e enquanto eu voava e lia enquanto eu tinha que salvar formosa e casta donzela em perigo por causa de algum dragão malvado. Mas isso faz tempo. Tempo da faculdade para ser mais exato.


Agora, relendo para “matar a saudade”, verifico que o apelo dessa obra continua intacto para mim. Em menos de um dia, eu já devo ter lido uns 10 trechos. Bryan ainda tem muito a me dizer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, tudo jóia?
Escreva um comentário e participe.