Voltaire ajuda

Voltaire ajuda

quinta-feira, 28 de julho de 2016

28 de julho de 2016.

QUEIJO: - Se você fosse Deus, qual a primeira coisa que você faria?

AMOR: - Essa é fácil, eu mandaria queimar todas as bandeiras hasteadas do mundo ao mesmo tempo. Todas, todas. Todas as bandeiras! Pegando fogo. Ao mesmo tempo. O pessoal ia ficar maluco. 

QUEIJO: - Sem dúvida. E a segunda coisa que você faria, se tivesse o poder de Deus em suas mãos?

AMOR: - Eu faria do nada uma piscina de caldo de figo e ficaria nadando e comendo figo. O dia inteiro!

DESDÊMONA (fazendo uma careta, como se estivesse com dor de dente ou por ter acabado de lembrar-se de alguma mancada): - Ai...

IAGO: - Eu não falei, não falei? 

OTELO: - Estava mesmo demorando...


"DEUS É FIEL"
Essa declaração que a gente vê em vários lugares, como em carros e muros, sempre me intrigou.
Fiel, mas fiel a quê? Nós humanos não somos a sua maior criação? E assim sendo Ele teria outra opção
Algo me escapava aqui, mas o quê? A resposta para este enigma profundo, assim como para os outros enigmas da vida, esta em Monty Python. 
Em "O Sentido da Vida" (The Meaning of Life, Terry Gilliam, 1983), o padre, em sua homilia, declara em uma igreja lotada de estudantes de algum desses colégios internos londrinos todo sofisticado:
- "Senhor, por favor, não nos queime!"
Entenderam?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, tudo jóia?
Escreva um comentário e participe.