Voltaire ajuda

Voltaire ajuda

domingo, 12 de junho de 2016

12 de junho de 2016

Palestras. Discursos.
Eu gosto. É realmente um grande prazer ouvir e ver alguém falando bonito e falando algo inteligente. E quem não gosta? Aliás, aqui no Brasil a oratória é uma paixão. Temos diversos palestrantes que são quase estrelas de cinema.
Mario Sergio Cortella, Clóvis de Barros Filho, Leandro Karnal, são três nomes populares. Eu lamento ter conhecido o Rubem Alves tão tarde.
Tem muitos vídeos de palestras dos autores que citei no YouTube. Recomendo que quem esteja me lendo os procure e os veja o máximo que puder. 

Houve um terrível massacre nos Estados Unidos. Uma coisa louca, difícil de compreender. Assusta e nos deixa paralisados. 

Não quero terminar a postagem de hoje com tristeza. Ontem, na radio comunitária, tive um improviso feliz. Tinha separado as músicas, mas não tinha preparado um texto de apresentação sobre a música e sobre os artistas. Resolvi fazer em cima da hora. Antes de começar o programa (eu tinha chegado antes do meu programa), consegui preparar o texto para as três primeiras músicas. Mas o tempo correu rápido e eu acabei tendo que escrever o texto da música seguinte, enquanto a música anterior tocava. E deu certo. O texto não ficou muito profundo, mas teve o "charme" do improviso que eu tive que fazer. O que para um programa feito ao vivo é alguma coisa. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, tudo jóia?
Escreva um comentário e participe.