Voltaire ajuda

Voltaire ajuda

domingo, 24 de abril de 2016

24 de abril de 2016.

A simplicidade não é tão simples assim, exigindo de nós atenção e disciplina rigorosas. Uma aristocracia interior. E Henry Thoreau lamenta pelo John Field e sua família, simples e mesmo assim gastando muito mais do que precisavam.

Hoje, agora a pouco, vi um dos milagres da Mãe Natureza: uma pequena aranha voando e depois pousando. As aranhas pequenas tem uma maneira de viajar a longas distâncias rapidamente, assim como os nossos poderosos executivos de terno e gravata: quando precisam, elas voam. É uma das regras que encontramos na Física: maior a área, maior a resistência. O que uma pequena aranha faz? Sentindo o vento, ela começa a produzir um fio de teia. O que é mais forte, o vento ou o fino fio que uma pequena aranha solta pelo ar? Quanto maior a área, - o tamanho do fio -, maior a resistência e o vento acaba levando o fio e a aranha juntos. Temos que confessar que a pequena aranha que vi, além de tirar boas notas em exames de Física, é também bastante corajosa. Sabe se lá que lugar ela vai acabar pousando! Mas acho que uma aranha não precisa ter medo da Mãe Natureza, pois vive em harmonia com Ela. Já nós humanos, incluindo os já citados poderosos executivos de terno e gravata, temos medo das mudanças climáticas e do que pode nos acontecer daqui a apenas 5 ou 10 anos. Nós ainda não vivemos em harmonia com a Mãe Natureza. Pois nós precisamos começar.

“Não sou melindroso nos casos que envolvem boas maneiras.” – Henry Thoreau em “Walden”, comentando quando bebeu água suja na casa de um conhecido humilde.
Educação e respeito são importantes. Qualquer coisa o Henry Thoreau só precisava, depois, comprar uma Coca Cola (e não precisava ser uma garrafa de dois litros) e torcer para nada de ruim acontecer. Eu sei.

Filmes Legendados x Filmes Dublados
A rigor eu estaria com a maioria de “críticos de internet” e ficaria do lado dos filmes legendados. Ocorre que eu sou leitor de filosofia e não sei inglês, francês e também não sei alemão. E eu já assisti a muito filme legendado, a filme dublado e a filme dublado acompanhado de legenda. Resumindo: a questão da tradução é muito mais problemática e rica do que poderíamos pensar. A verdade é que cada caso é um caso, acontecendo igualmente casos em que a versão dublada é a melhor. Não me esqueço do choque de comparar as falas dubladas com a legenda e testemunhar diferenças importantes, mesmo quando o filme é uma comédia bobinha e leve.

- Até agora você contou que descobriu a roda. Fale alguma coisa original.

OK, se possível assista ao mesmo filme em sua versão legendada e depois dublada. A escolha da melhor versão tem mesmo que ter esse rigor científico. Quando isso não for possível, fique com a versão legendada e tendo cuidado apenas de lembrar que você escolheu um filme diferente do que teria se escolhesse a versão dublada.
(Recentemente assisti ao "Loucademia de Polícia"(Police Academy, Hugh Wilson, 1984), com legendas e dublado. Algumas piadas eram completamente alteradas ou simplesmente sumiam. O filme é de 1984 e esta edição restaurada obviamente é bem mais recente, o que explicaria a dificuldade em traduzir as piadas; mas é principalmente um exemplo bom de que eu disse quanto à tradução.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, tudo jóia?
Escreva um comentário e participe.