Voltaire ajuda

Voltaire ajuda

sábado, 27 de fevereiro de 2016

Editorial Supremo de 27 de fevereiro de 2016

Vai chover forte por aqui, pelo segundo dia consecutivo. É provável que eu fique sem internet por algumas semanas, novamente.

Então lá vai o básico e verdadeiro:
"O Meu Pé de Laranja Lima" e "O Pequeno Príncipe", são os mais importantes livros do mundo.

Tudo que precisamos é de amor.

Concordo com uma piada que li no FaceBook: para namorar comigo tem que saber "Evidencias", de Chitãozinho & Xororó. (E eu acrescento: "Deslizes", de Fagner) (Acrescento de novo: todas as faixas de "Simplesmente Bethânia", da Maria Bethânia)
Ia falar de filmes, mas aí eu já estaria cafona além da conta e a mulherada gosta é de caras durões.

O Brasil ainda é muito pobre, então os que se acham ricos e os que são ricos vão ter que continuar aceitando alguns programas sociais, sim senhor. Qual o problema de uma empregada doméstica que chega ao apartamento bem vestida, seus recalcados? E que conta feliz que seus filhos estão na faculdade? 

Ler, ouvir música, cinema, teatro... A formação humanista é questão de saúde, p***!

Deus é amor, então não adianta se aproximar dele com olhos brilhantes de piedade e com as mãos sujas de sangue. Deus perdoa, claro, mas fica triste. Nunca deixe quem você ama triste. Se é que essas pessoas violentas amam a Deus.

O que mais faltou dizer?

Ah, é: obrigado pela paciência e desculpa qualquer coisa. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, tudo jóia?
Escreva um comentário e participe.