Voltaire ajuda

Voltaire ajuda

domingo, 1 de novembro de 2015

Primeiro de novembro de 2015 (2)

 QUEIJO: - Ser passional é perigoso. Tenha domínio de si.

AMOR: - Mas engolir um extintor de incêndio me machucaria o estômago, não seria natural. 

[ ... ]

QUEIJO: - Só se ofende quem não se conhece, quem não tem segurança quanto a si mesmo. Quando o fantasma não se sentiu ofendido?

AMOR: - Quando eu trabalhei para mim mesmo? 

[ ... ]

QUEIJO: - Crescer é ruim, amamos as crianças também porque sabemos que só quando éramos crianças éramos felizes. 

AMOR: - Amor nascendo do cansaço, da tristeza e da covardia. Triste é que as crianças percebem isso nos adultos e se tornam cúmplices dos adultos no crime contra o amadurecimento.

[ ... ]

AMOR: - Estamos sozinhos.

QUEIJO: - Sim, estamos sozinhos. Mas você deve buscar aquela solidão cheia de barulho vindo de escritórios e de conversas entre surdos. Não busque a solidão solitária, ela é só sua, mas você não deve buscá-la. 

AMOR: - Por quê? 

QUEIJO: - O silêncio deste tipo solidão incomoda os outros. 

[ ... ] 

AMOR: - Seguir a banda de música. Seguir a canção.

QUEIJO: - Seguir a banda de música. Seguir a canção.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, tudo jóia?
Escreva um comentário e participe.