Voltaire ajuda

Voltaire ajuda

domingo, 5 de julho de 2015

Humildade e saudade

O cartaz mais bonito do filme e eu só encontrei a imagem neste tamanho pequeno. Lamento. 

Normalmente lição de humildade você tem ao precisar ir a um posto de saúde. A espera, o medo, a concretude de perceber o que você apenas intuía tantas vezes: a de que o Brasil é essencialmente um país selvagem.

Minha lição de humildade hoje foi menos dramática, felizmente, mas também me deixou um pouco bravo. 22 pastas do arquivo e eu quente para revisar tudo e fazer a seleção.
Meia hora para cada e em dois dias eu resolvo.

Só consegui terminar uma pasta hoje. Me esforcei, mas a quantidade formada por tantos anos de esforço me venceu. (risos)

Vou fazer esse contratempo ficar mais lírico: como se o meu eu atual tivesse que respeitar mais o meu eu do passado e tratar este arquivo com mais respeito.
Mais ou menos por aí.

BARUCH ESPINOSA E O MUNDO DE AMANHÃ E ONTEM

"Perto deles, Bart Simpson é um anjo." - Estado de S. Paulo. 2 de dezembro de 1993.
Frase que esta na propaganda da MTV Brasil para a estréia de um clássico dos anos de 1990: o desenho "Beavis and Butt-Head".
(Propaganda veiculada na revista Veja, em sua edição de 20 de julho de 1994. A MTV Brasil informara que a estréia do desenho seria dia 18. De agosto daquele ano, provavelmente.)

Augusto dos Anjos: o público o ouviu antes dos acadêmicos.

Diogo Mainardi, quando trabalhava exclusivamente para a revista Veja como crítico cultural, era irresistível. Simplesmente irresistível.

Um mês sem assistir a um filme de Fellini?
Terrível, terrível!

Um planeta governado por convicções dogmáticas, absurdas e cegas.
Ler Helder Macedo, escritor português que parece ser interessante.

Antonio Gonçalves Filho, para elogiar o escritor Italo Calvino, tem que falar mal do dramaturgo Pirandello e do cineasta Antonioni.
Precisava?
Claro que não, mas esse é um vício comum nos críticos na imprensa brasileira: essa mania de querer mostrar-se aos seus leitores como bravos, destruidores e blá blá blá.
(Palavras inspiradas pelo texto de Antonio Gonçalves Filho e publicada pela revista Veja, em sua edição de 8 de agosto de 2008.)

Um dos melhores filmes que já vi e um elogio ao poder da palavra dita, assim é "Contos Proibidos do Marquês de Sade" ("Quills, Estados Unidos, 2000).

Apenas nós brasileiros sentimos saudade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, tudo jóia?
Escreva um comentário e participe.