Voltaire ajuda

Voltaire ajuda

domingo, 14 de junho de 2015

Tristeza

"Peludo" é o cachorro do vizinho que fica mais na minha casa do que na casa dele.
Ele me lembra o pai de um dos pouquíssimos personagens de ficção com as quais eu realmente me identifico, o Alexander Portnoy (o nome do romance é "O Complexo de Portnoy" e foi escrito por Philip Roth). É que tanto o pai do Alexander e o "Peludo" tem prisão de ventre.

Vocês, milhões e milhões de leitoras e leitores deste blog, conseguem imaginar o que é ver um cachorro que já é naturalmente dono de uma cara triste, olhando para você todo torto de tanto esforço para defecar e abatido por não conseguir? 
É triste. 
É muito triste.

Mas a imagem mais triste que eu já vi, descontando aquelas com seres humanos (o mendigo catando comida dentro de uma lixeira, no restaurante popular da região hospitalar de Belo Horizonte), é aquela do aquário.

Arrepio só de lembrar.

Na casa de uma das minhas tias paternas.
O aquário é uma caixa quadrada e pequena de vidro. Imagine uma caixa de tênis, agora imagine essa caixa pela metade. Tire uns 5 centímetros quadrados do trem. É esse o tamanho.
E era só o vidro, o peixe laranja, a água e aquele tubo que fica borbulhando usado para oxigenar a água do aquário.
Aquela imagem me deixou tão deprimido que eu precisaria escutar toda a "Sinfonia Júpiter" de Mozart e não apenas o seu primeiro movimento, para voltar ter alguma alegria.
Triste. 

E tem aquela cena da mulher com câncer terminal pedindo para algum homem acompanhá-la até sua casa para fazer sexo com ela (o filme é "O Clube da Luta"). Ela avisa que comprou alguns objetos e até uns filmes pornôs para motivar o homem que queira ir com ela. Ela começa a chorar e a suplicar de maneira mais efusiva até ser apenas contida por algum médico ou psiquiátrica ali naquela reunião. 
Cena que me deixa deprimido e com vontade de morrer.
Será que se eu estivesse dentro do filme eu aceitaria o convite dela? 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, tudo jóia?
Escreva um comentário e participe.