Voltaire ajuda

Voltaire ajuda

terça-feira, 4 de março de 2014

pingos

Dionísio e Apolo entram em cena. E com harmonia, ao expressar por meio de múltiplas máscaras toda essa força helênica. Eram vários personagens, mas era o mesmo Dionísio. Mas para dar certo era preciso Apolo para traduzir.

Ler Platão. Platão, o divino, o grande opositor de Nietzsche. Muito muito bom!

A dialética, a retórica surgem em momentos de crise. Estamos em crise? Não sei, mas quero participar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, tudo jóia?
Escreva um comentário e participe.