Voltaire ajuda

Voltaire ajuda

sexta-feira, 14 de março de 2014

Mas cadê o Platão?



“O Papa é maravilhoso e só os malvados não gostam dele”, é o que a televisão me diz. Meu pai conta que com Papa João Paulo II também era assim.

Mas hoje é diferente porque o catolicismo está agonizando na Europa e era urgente mudanças radicais.

Um detalhe curioso: o correto é Papa Francisco I, mas parece que esse nome pomposo não combina com sua busca pela humildade.

 

castelos medievais. Isolamento, arames farpados, vizinho não conhece vizinho, câmeras...

 

“Não houve tempo de identificar todos”, disse um dos chefes da polícia. É que está acontecendo uma manifestação na capital paulista e algumas pessoas reclamaram da falta de identificação de alguns policiais.

 

O Brasil é o quarto exportador de armas em todo o mundo?!?!?!?! Estamos em que ajude a organizar a venda de armas entre países. Ah quarto lugar???? E até agora não ratificamos um documento importante, Brasil, Brasil!

 

Na TV Cultura um documentário sobre Golda Meir (2004). Uma rainha sem coroa, a coroa estava dentro. Coisas da política: o que as pessoas precisam e o que elas dizem que precisam.

Bach, Sarabande 2.

 

Belo Horizonte: briga judicial e lá vamos nós jogar fora os postes-relógios e instalar outros mais modernos e mais caros. Mais caros, mais caros, mais caros, mais caros...

 

Violência no Brasil – grande e piora a cada segundo. O povo quer paz. E qual o preço que estamos dispostos a pagar pela paz?

Paciência?

Civismo?

União?

Um governo ditatorial?

Mais responsabilidade de nossa parte?

 

O regime democrático exige muito do cidadão e a maioria das pessoas só quer voltar do trabalho, tomar banho, jantar e dormir. Iludem-se pensando que em uma ditadura, a entrega do poder a um ou meia dúzia, serão deixados em paz; mas é justamente o contrário: a paz será mentirosa. E é bom lembrar que o arrependimento vem bem rápido.

 

Jornal da Band, Jornal da Band; vocês não vão falar do protesto violento, com direito a incêndios e carro revirado em São Paulo (Ceagesp)? As imagens que vi na Rede Globo de Televisão são impressionantes. Para a Bandeirantes não dar destaque a um acontecimento desses em seu próprio quintal o motivo deve ser mesmo muito forte. Mas a imagem do desabamento do prédio na Índia vocês repetiram quatro vezes, Fernando Mitre e Ricardo Boechat.

Outro detalhe: a polícia demorou horas e horas para tentar conter os ataques. Na Globo escuto que a justificativa é que os policiais que chegaram na hora tinham armas letais, que não são adequadas para o caso. Tiveram, então, que esperar e esperar a força policial adequada chegar. Curiosa essa justificativa, o que disseram pelo rádio aos primeiros policiais?

 

FESTIVAL DE ARTE EM TRANCOSO, NORTE DO BRASIL

Era tão bonito o que a reportagem do Jornal Nacional da Rede Globo mostrava-me que eu sonhei. Rs rs. Ah?, o que aconteceu? Tenho que saber mais sobre isso! Mozart mora no nordeste? Viva! Viva! Viva! Viva!

 

O mistério do avião da Malásia: e a gente imaginando que o serviço secreto dos Estados Unidos são oniscientes.

 

Quatro jornais televisivos que eu assisto. Fora o do Jornal da Cultura, os outros são iguais. Em relação às notícias internacionais a semelhança chega a ser indecente. Falta dinheiro, falta interesse.

 

LEITE ADULTERADO: ATÉ SODA CÁUSTICA

Envenenando a população e não conseguimos fechar as portas nem dos reincidentes deste crime.

 

Tenho um livro mágico. Um dicionário pequeno e azul e que consegue driblar os outros quatro dicionários enormes e de vários volumes que tenho. Ele se chama “Dicionário Escolar das Dificuldades da Língua Portuguesa” e seu responsável é o Cândido Juca (filho). Algumas palavras só encontrei ali e ele é ótimo para dar uma segurança, caso eu consulte vários dicionários e ainda esteja receoso de ter entendido mesmo o significado de alguma palavra.

 

Já foi dito, e bem dito, que a nossa língua portuguesa é igual a um “cavalo bravo”.

 

Aliás, aproveitando a onda e o momento:

“Quem me dera; oxalá eu tivesse o seu amor! Quem me dera; oxalá eu fosse o exegeta de nosso mundo!”

 

Nietzsche:

Tudo que move nossos corações é pequeno? Pode acontecer que, por hábito, transformemos algo que é poderoso em algo insignificante para a nossa sensibilidade.

 

A compaixão tem um lado sem vergonha e displicente: como quer ajudar de toda forma, esquece-se de prestar a atenção na causa e no tipo de problema com que esta lidando.

 

Amo editar imagens. Uma das coisas gostosas é lidar com a impressão. Sonho com impressões para poder colocá-las na parede de meu quarto. Aliás, onde esta o cartaz do filme “Lavoura Arcaica”? Ai!

 

Julia Margaret Cameron: The Complete Works

Todas as fotografias da minha fotógrafa favorita.

Esse livro deve custar os olhos da cara.

 

Nietzsche:

E diante de algumas das mais importantes obras da humanidade tem gente que usa o “você”. Ora, mas que falta de humildade! Mas que intimidade é essa? Por exemplo: quem pode dizer que conhece a Grécia Clássica?

 
A nossa vontade tem vergonha de nosso intelecto e quando fazemos projetos frios em sua racionalidade, alguma coisa no final acontece e o projeto não se realiza. A sabotagem da vontade e o afeto e seu orgulho ferido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, tudo jóia?
Escreva um comentário e participe.