Voltaire ajuda

Voltaire ajuda

quinta-feira, 20 de junho de 2013

MINHA POLÍTICA

Sophie Scholl
MINHA POLÍTICA

Meu esquerdismo é mais emotivo e reativo, que dogmático. Os blogs de esquerda e extrema-esquerda do meu GoogleReader eu não lia. Achava eles chatos. (risos)

Não sei o que quero, mas posso desenhar no escuro sem régua o que não quero na política.

Contra a violência e a favor da justiça, mas não me perguntem o que é justiça. E aquele anarquismo básico diante de qualquer líder seguro demais de si. Nariz de quem é de Minas Gerais é experiente, sabe? Sem partido, a não ser aquele da Mafalda.

Acho que ficar muito satisfeito com as coisas é morrer um pouco. Sei lá.

Um medo? Que as manifestações no Brasil parem ou que continuem e a imprensa as considere normais. Tem que manter uma surpresa, um certo frescor.

Acabei de achar uma certeza aqui no canto esquerdo do peito: que as ruas nunca mais fiquem vazias. Até que vire atração turística para os turistas estrangeiros participarem, nem que seja apenas chamar o prefeito da hora de "babaca!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, tudo jóia?
Escreva um comentário e participe.