Voltaire ajuda

Voltaire ajuda

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

A PROFUNDIDADE DO MAR E A BANANA NO TRIBUNAL

 
Será que os cientistas conseguiram e em 2010 teríamos um verdadeiro censo da vida marítima como nunca antes?

Jornal O Globo do dia 5 de maio de 2006. Os cientistas tinham conseguido estabelecer um belo feito: coletaram, identificaram, catalogaram e sequenciaram o genoma de 200 espécies marítimas. Mais que o número vale as condições: eram os minúsculos animais que integram o chamado Zooplâncton. Animais minúsculos que são fundamentais para a cadeia alimentar dos mares. Sem os pequenos os médios e os grandes morreriam de fome. Se você procurar imagens desses animais verá como eles são bonitos.

Deixa eu conferir uma coisa.

Opa, eles conseguiram sim! Em 2010 foi terminado o “Censo da Vida Marinha”. Tem entrevista com brasileiro que participou da aventura, Fábio Lang na Revista Galileu . Um trecho: “Já conseguimos dar início aos bancos de dados temáticos sobre os manguezais do Brasil. Isso é inédito no mundo inteiro, pois conseguimos associar os registros dos organismos com a ocorrência das três espécies de árvores de mangue mais comuns no nosso litoral, e que são facilmente reconhecidas por cidadãos comuns.” (Mangue... Isso me lembra o Cerrado sendo destruído muito antes de 1% dele sequer ser estudado...).
Além da entrevista tem um link para o projeto do censo. O site é bonito e merece ser mais bem explorado.


Dia 16 de outubro é o Dia Mundial Anti-McDonald´s. Era em 2000, não sei se ainda é. Não importa, não faltam candidatos a culpados pela fome, pelo desmatamento da Amazônia, pelos problemas cardíacos e pelas luas de Júpiter...

Outro símbolo escolhido para representar o “Mal” era a banana da American Fruit Company. Mas acho que aí havia alguma dose de justiça. Eu tinha um material sobre isso. Sei lá onde tá. Um dia acho. Pela banana! Pela justiça!

Vaca louca era outra coisa que fazia sucesso em 2000. Para economizar alguém teve a ideia de dar carne de vaca para as vacas comerem. Não foi uma ideia muito feliz, como vimos. Acontece. A burrice é poderosa. Burrice movida a ganância é mais poderosa ainda.
(Comentários inspirados em “O mundo esta McFrito”, texto de Diogo Mainard publicado na revista Veja em 29 de novembro de 2000. Um trecho a destacar: “O maior problema é que a comida voltou a ser o principal tema do debate político. Não só no Piauí, onde ainda faz algum sentido, mas na Europa também. A humanidade está retrocedendo.”)

 
NIETZSCHE APAIXONADO 19:
O erro e seus filhotes. O primeiro erro e seus filhotes. Na maioria das vezes o primeiro erro já vem completo: com filhotes e tudo o mais. A pressa, o ato impensado... O segundo erro já vem quase de maneira automática. Curiosidade é que o segundo é um pouco mais lento. Mais lento em sua queda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, tudo jóia?
Escreva um comentário e participe.