Voltaire ajuda

Voltaire ajuda

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

ÔNIBUS: UM CASO DE AMOR

 
Eram puxados a cavalo.
Depois vieram os ônibus que eram movidos a gasolina. Eram bem melhores, mas a quantidade de gente que reclamava do cheiro e do barulho era considerável.

Ônibus movidos a cavalo... O cheiro... E se o cavalo se machucasse? E se ele ficasse cansado? Ou simplesmente lerdo mesmo? (risos) Imagine um congestionamento de ônibus movidos a cavalos! Imagine como devia ser aqueles tempos! Imagine!

E chegam os ônibus movidos a gasolina. Pessoas reclamam do barulho e do cheiro. As pessoas reclamam do barulho e do cheiro dos motores movidos a combustíveis fósseis há décadas e décadas e décadas...

A melhoria do transporte público e, ampliando, a melhoria do trânsito nas grandes cidades ajuda a todo. Isso é óbvio, mas é bom falar para os empresários donos dos ônibus e dos políticos que não são muito exigentes com esses empresários. Com um trânsito bom, a economia melhora. Com uma economia melhor, todos melhoram. Mas em pleno século XXI é difícil e amargo acreditar que o trânsito em Belo Horizonte melhore. : (

LONGA VIOLÊNCIA: A HISTÓRIA DO SÉCULO XX 10

 
NIETZSCHE APAIXONADO 13:

Você gostaria de ser um caranguejo? Ser muito chato e ficar andando de lado? Andar para os lados e quase nunca ir adiante? Deixar-se seduzir assim?

-Cruz credo!

Pois é, pois é, pois é...
Mas é o perigo que correm todos os historiadores e todos que olham para o passado em busca de suas próprias “origens”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, tudo jóia?
Escreva um comentário e participe.