Voltaire ajuda

Voltaire ajuda

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

DE TÃO INÚTIL, ELE VIROU PSICÓLOGO!


- Vai trabalhar vagabundo!
- Não posso, eu quero ser psicólogo!

O ócio. O corpo parado. Em vez de trabalhar, namorar, preparar uma pizza portuguesa, praticar algum esporte ou mesmo se alistar nas Forças Armadas; o sujeito mergulha dentro de si mesmo. Como “fazia nada”, acabou fazendo psicologia. Como, os zumbis são psicólogos? Isso esta errado.

2 comentários:

  1. Oi? Como assim? que preconceito contra essa profissão! A que se deve tanta hostilidade? Poxa! Um grande desrespeito pra quem passa 5 anos ESTUDANDO e não no ócio como vc sugere... A Psicologia bem intencionada, investigando formas de ajudar a evitar ou amenizar o sofrimento psíquico (que muitos ignoram) e você aí tirando os créditos dessa belíssima área! Faça-me o favor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tinha que ter explicado que estava reescrevendo um aforismo de Nietzsche.
      Acho que a ideia, o perigo que o filósofo alerta; refere-se ao fato de a introspecção de quem ama a psicologia pode ser perigosa. A pessoa não faz tanto quanto poderia no mundo, por estar mergulhado e preso em si mesma.
      Não fique brava, Raissa. A psicologia tem valor sim.

      Obrigado pela visita, atenção e comentário.
      Tudo de bom para você.

      Excluir

Olá, tudo jóia?
Escreva um comentário e participe.