Voltaire ajuda

Voltaire ajuda

domingo, 30 de janeiro de 2011

QUESTÃO DE FÉ E GOSTO 1

 DEUS?

O conceito de Deus pelo filósofo holandês Espinosa é bonito de mais para não ser verdadeiro. Deus, se existe, é o de Espinosa. Não há dúvida. Até os cientistas ateus concordam, embora não saibam.

PROVAS RACIONAIS DA EXISTÊNCIA DE DEUS

Não acredito que as provas racionais para a existência de Deus provem alguma coisa. Devemos conversar e debater, claro e óbvio; mas é preciso ter consciência e admitir que a questão aqui é de fé. E nisso não há problema. E quem discorda do que escrevi tem apenas que enfrentar o poderoso Kant.

Agora, admitindo que aqui a questão é de fé e gosto, de todas as provas para a existência de Deus que eu conheço a única que considero digna de respeito é a do George Berkeley. A única. Ela é realmente magnífica...
O problema dela e de todas as outras provas, é que todas não passam de um antropomorfismo.

A VERDADEIRA RELIGIÃO

Uma pergunta dessas é bem... Deixa pra lá...

Bom, partindo do pressuposto que o Cristianismo é uma flor do Judaísmo e do Budismo não vejo solução melhor que continuar tentando ser um bom cristão.

No mais é ser tolerante e modesto; em respeito as todas as vítimas do fanatismo religioso.

A ONIPOTÊNCIA DA CIÊNCIA

A ciência não pode ser onipotente, o ser-humano é que pode ser. Isso levando o humanismo até o limite. No mais, o conceito de "onipotência" é algo que deve ser aplicado mais é dentro da teologia.

 O fundamental aqui é perguntar: olhando para toda a história da ciência, você fica pessimista ou otimista?

A FÉ NO SER-HUMANO

Alguém me lembra do que mais nós precisamos?

2 comentários:

  1. A conclusão de um pensador honesto a respeito de ''Deus'' é que ele não existe.

    Desculpe a franqueza.

    ResponderExcluir
  2. Naná, você me pede desculpas por ser franca? Quem você pensa que eu sou? Um desses blogueiros profissionais que gostam de levantar a bandeira da "liberdade de expressão" e na hora H...
    (risos)

    Mas acho que você foi um pouco infeliz no adjetivo.
    Um pensador pode estar sendo honesto, sincero e mesmo assim... estar enganado!
    Talvez você devesse dizer pensador "lógico", "pé no chão" ou coisa parecida.

    E da honestidade de Espinosa ninguém duvida, a sua biografia é uma das mais invejadas da galeria de filósofos. Uma figura cativante e que, como todos nós, pode estar errado. Pode.

    Abraços e obrigado pela visita e comentário. Você sumiu e fiquei triste.

    ResponderExcluir

Olá, tudo jóia?
Escreva um comentário e participe.