Voltaire ajuda

Voltaire ajuda

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

CUPIDO SÍRIO?

Em uma noite vazia descubro que os árabes gostam de ser cupidos? Mas o que é isso Ramo Sírio do Livro das Mil e Uma Noites?


Quem tem amigos tem tudo, como aprendi
ao assistir o filme "O Homem que Copiava".
 "Se um amigo ficar privado de seu amor,
perdido e exausto na procura por todo prado,
tentarei aproximar as suas duas pessoas
como se eu fosse o rebite de uma vassoura."


Um poema jóia perdido e que encontrei ao folhear o segundo volume, o ramo sírio, do O Livro das Mil e Uma Noites (tradução de Mamede Mustafa Jarouche, Editora Globo).

Agora viajando bem na maionese: o poema me lembra as letras mais bonitas do Cazuza, com essa coisa romântica, sublime e; ao mesmo tempo, bem concreta e vulgar ("rebite de uma vassoura"...) Um poema lindo, sem dúvida. E que é eterno graças ao trabalho de pessoas como o nosso Mamede Mustafa Jarouche.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, tudo jóia?
Escreva um comentário e participe.