Voltaire ajuda

Voltaire ajuda

quinta-feira, 1 de julho de 2010

REINALDO AZEVEDO E JOSÉ SERRA: EVIDÊNCIA OU ESTILO?

Reinaldo Azevedo, blogueiro da Revista Veja, gosta muito de José Serra? É difícil descobrir isso e descobrindo, é difícil demonstrar qualquer opinião que tivermos a respeito.

Mas difícil não é impossível e uma vez que a Revista Veja e Reinaldo Azevedo tem milhões de leitores, estamos diante de uma questão muito importante.

Dou a minha retribuição oferecendo a quem me lê um dos textos mais significativos escritos por Azevedo: “O Tonto do Hené Maru” (publicado em 13 de agosto de 2009).

É a resposta de Reinaldo Azevedo ao jornalista da Folha de S. Paulo Nelson de Sá. De Sá escreveu que Azevedo é “próximo de José Serra”, o jornalista de Veja então responde.
(Em negrito algumas observações minhas. Leiam com atenção, talvez seja só estilo ou talvez seja, também, evidência de opção política.)

" O TONTO DO HENÉ MARU
quinta-feira, 13 de agosto de 2009 13:15

É claro que eu não tinha lido a coluna de ontem de Nelson de Sá, na Folha. Havia coisa muito melhor a ler no jornal. Raramente perco meu tempo com ele. Não gosto de gente que escreve como trabalham os cabritos: às bolotas, encadeando frases coordenadas que fazem analfabetismo passar por estilo. Um dia ele chega às subordinadas.

De Sá escrevia sobre teatro. Depois de impiedosamente ridicularizado por todos os especialistas da área, passou a se dedicar à televisão. Agora, faz uma colagem de coisas que lê na Internet.

E o que escreveu este senhor a meu respeito. Leiam:
""No site da “Veja”, o blogueiro Reinaldo Azevedo, próximo do tucano José Serra, comentou:

" “Presidenta do Brasil? Para Marina, é falta de ambição! Ela é minha candidata a santa. Ah, sei, pode dividir o “campo da esquerda”, tirando votos de Dilma. Imaginem Marina presidente! Não tem jeito… Tem todo o jeitão de ser a Heloísa Helena da vez, só substituindo o discurso histérico pelo preservacionismo esotérico.” "

Eu não me importo que ele escreva que sou “próximo do tucano José Serra” porque, se o fosse, seria próximo de uma pessoa decente. Ademais, De Sá, notório petista, não tem autoridade nem isenção para dizer de quem sou próximo ou distante. Ele é só um Paulo Henrique Amorim que ainda não descobriu a verdadeira vocação. O que me incomoda na sua coluna, se querem saber, é a vigarice, é a burrice. Se escrevo o que escrevo porque sou “próximo de Serra”, por que ele não escreve o que escreve porque próximo do PT? Essa é a vigarice. Agora a burrice.

É preciso ser um rematado cretino para não perceber que a eventual candidatura de Marina Silva pode ser mais útil a Serra do que ao PT. E a razão é simples. Interessa a um governo com uma popularidade na casa dos 80% forçar uma eleição plebiscitária: ou se está com Lula ou contra ele. Marina vem lembrar que pode haver matizes. Em certos setores conspiratórios do petismo, há até quem atribua a candidatura da Santa a uma manobra de… Serra, numa trama com Fernando Gabeira! Ciro Gomes (PSB), por exemplo, acredita que ela liquida com as chances de Dilma. O marido de Flora sempre otimista!

Como “um blogueiro próximo de José Serra”, eu deveria estar aplaudindo Marina, fingindo-me devoto de sua igreja ambiental, ajoelhando-me diante dos povos da floresta, declarando a sua santidade… Assim como a canalha petralha, no outro extremo da moral, passou a reverenciar Sarney, Collor e Renan.

Entendeu, De Sá? É aula de Massinha I de política. É questão de ter os dois pés no chão. Mas não as duas mãos.

E, agora, um desafio: topo cotejar todos os textos que escrevi com todas as bolotas de Nelson de Sá. Mesmo eu produzindo umas 30 vezes a mais do que ele, vamos ver se elogiei Serra aqui mais do que ele elogiou Lula lá.

( MEU COMENTÁRIO: Como se a questão fosse contar as vezes em que os nomes “Serra” e “Lula” aparecem nos textos acompanhados de elogios ou críticas. O desafio proposto é infantil, tolo. Ignora que a questão é mais complexa, envolve notícias que parecem não ter haver com a disputa presidencial, comentários sobre outros assuntos... A questão envolve interpretação dos textos. )

Pare de usar Hené Maru, Nelson de Sá! Está fazendo mal para o seu juízo!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, tudo jóia?
Escreva um comentário e participe.