Voltaire ajuda

Voltaire ajuda

domingo, 18 de outubro de 2009

Estadunidense: Thomas Paine por Max Eastman (1944)

O texto condensado do “New Leaders” e publicado pela Seleções do Reader´s Digest de julho de 1944 é incrível.

Thomas Paine é extremante atraente.
George Washington derramou sangue com sua espada, Paine derramou tinta sobre o papel... Ambos foram fundamentais para a independência dos Estados Unidos.

Brilhante panfletário (“A Crise”), grande pensador político (“Senso Comum” e “Os Direitos do Homem”), corajoso (episódio da convenção francesa), sortudo (episódio da prisão francesa) e cientista (uma vela sem fumaça?!).

Oh! Sim, não poderia faltar aqui um final e um final triste: pobre, sem louvor, caluniado e depois esquecido.

Thomas Paine nos EUA.
Voltaire na França.
E no Brasil? José Bonifácio? Monteiro Lobato?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, tudo jóia?
Escreva um comentário e participe.