Voltaire ajuda

Voltaire ajuda

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Religião: Santo Agostinho, um exemplo para os moços (1969)

Mais texto clássico. Uma peça do passado que explica o hoje.

Botar o país abaixo? Qualquer coisa é melhor “do que o que se tem agora”? Os jovens de hoje (1969) são os mais preparados da História e mesmo assim são infelizes!

Culpa: pais, educação formal e a igreja.

O caso do jovem que rasgou o seu diploma em seu discurso de formatura, afirmando que a universidade não ajudou a sua geração a encontrar as respostas que precisavam. (Este caso aconteceu na Universidade de Toronto em junho de 1968)

As reinvidicações são justas, mas há muita confusão. E há violência. Falta à juventude encontrar três coisas que poderão ajudá-los:

Um código moral para seguir.

A doutrina da permissividade é perigosa.

O que os jovens precisam e querem é que lhes seja dito de maneira concreta, o que é eternamente certo ou errado. Uma sugestão: os fundamentos da ética ocidental, os Dez Mandamentos e o Sermão da Montanha.

Uma causa para servir.

As lutas atuais (segunda metade da década de 1960) são movidas por causas justas, mas muitas vezes acontece a violência. Não devemos ser egocêntricos. O referencial deve ser a Palavra de Deus: as lutas estão de acordo com ela?

Um credo.

A principal falha dos pais foi não ter mostrado algo pela qual os jovens pudessem acreditar.

Talvez não aja um fervor religioso, mas existe sim uma busca espiritual.

A rebelião e a conversão “em Cristo” do jovem Santo Agostinho, constituem uma “bússola’ para a juventude atual (1969).

(((
?
Não anotei o autor e nem a edição da Seleções do Reader´s Digest em que foi publicado o texto que resenhei. Não sei porque isso aconteceu.
Peço perdão.
As edições das revistas estão misturadas, naquela bagunça que é o meu quarto. É possível que eu ainda consiga reencontrar o texto e aí posso melhorar os créditos.
Se eu concordo com o texto? Ora, não sei. Não tive tempo para pensar. Talvez concorde em 50%.
))))

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, tudo jóia?
Escreva um comentário e participe.